• Professor Alexander Lima

Trocar o rotativo do cheque especial pelo parcelado faz juros baixarem


Utilizar o crédito oferecido pelos bancos e pelas operadoras de cartão de crédito deveria ser uma última opção, apenas para casos de emergência. Entretanto muitos brasileiros tornaram-se "escravos" dessa modalidade, com juros altíssimos, que aos poucos vai corroendo o patrimônio das pessoas.

Desde junho do ano passado os bancos se viram obrigados a oferecer opções a quem usa mais de 15% do limite do especial durante 30 dias consecutivos.

Existem várias opções "mais baratas" no mercado para que se evite o endividamento corrosivo.

Fui convidado pelo Jornal O Dia para compor o time de especialistas que conversou sobre o assunto.

Veja a reportagem completa acessando:

Trocar o rotativo do cheque especial pelo parcelado faz juros baixarem